Pular para o conteúdo principal

Postagens

Como Proteger Seu Pet do Frio

     Com o inverno chegando, o frio já começa a tomar conta, e assim como nós humanos, nossos pets também sentem frio.      Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o pelo do cachorro não é suficiente para aquecê-lo durante o inverno. Claro que eles têm uma resistência maior, e uma necessidade um pouco menor que a nossa de se esquentar quando o clima começa a esfriar. Mas embora existam raças de cachorro que realmente tenham o organismo preparado para enfrentar invernos rigorosos, como Husky Siberiano e São Bernardo por exemplo, a maior parte das raças não tem essa disposição, principalmente as raças brasileiras, que estão acostumadas com temperaturas mais amenas.      Sendo assim, devemos estar preparados para cuidar dos nossos bichinhos quando o inverno chega, para que eles não sintam frio ou peguem alguma doença, lembrando sempre que cachorros filhotes e idosos precisam do dobro de cuidado.      A Bendog separou para você algumas dicas de como fazer isso. Vamos lá?     1- Fique at
Postagens recentes

Enriquecimento Ambiental

  Você sabe o que é Enriquecimento Ambiental?     O Enriquecimento Ambiental se trata de adaptar o local de vivência do seu cachorro, criando um ambiente mais dinâmico, complexo e interativo, focando em melhorar seu bem-estar tanto físico como psicológico proporcionando desafios e atividades similares aos da natureza, o que otimiza sua qualidade de vida. Deixa o ambiente do pet mais lúdico, mais divertido, atrativo e desafiador, fazendo com que ele explore todos os seus sentidos e gaste mais energia.     Este conceito surgiu na década de 70, sendo muito aplicado em zoológicos. Após muitos estudos, foi confirmado o quanto a prática do mesmo fazia bem para os animais, seguindo de animais silvestres e partindo para pets de companhia. Isso tudo porque os cachorros na natureza, junto de seus ancestrais lobos, tinham uma série de atividades diárias para sobrevivência, como a caça, a busca por água, a disputa por território, entre muitas outras. Com o tempo, eles passaram a ser domesticados,

Como Entreter Seu Pet em Casa no Momento da Pandemia

A pandemia tem sido uma complicação que está afetando muito a vida de toda a população. Estamos tendo que nos readaptar, reaprender e repensar muitas de nossas atitudes. Mas, assim como nós, não podemos esquecer que ela também afeta muito a vida de nossos pets. Com a impossibilidade no momento de levar o pet para grandes passeios, para locais públicos, para parques e outros lugares, precisamos encontrar uma maneira de oferecer em casa ao nosso pet a distração que ele merece. Mas como fazer isso? A Bendog separou para vocês 6 formas de como entreter seu pet dentro de casa nesse momento tão delicado.      1. Use a bolinha:            Nada como a boa e velha bolinha, né? Atirar a bolinha para seu pet ir buscar é uma das brincadeiras mais clássicas de cachorro, e que com certeza não falha! É uma atividade simples, mas que eles adoram. Não exige muito espaço, então você pode fazer dentro de sua casa ou apartamento, além de ser uma ótima atividade para unir você e seu amigo, uma vez que ele

9 Terapias Alternativas Para Pets

As doenças apresentadas pelos nossos peludos são reflexos de desequilíbrios ambientais, físicos, emocionais, mentais ou espirituais. Na busca por soluções naturais e menos invasivas para cuidar deles, muitos tutores têm apostado em terapias alternativas que podem ajudar a tratar e amenizar as dores de muitos cães e gatos sem causar nenhum tipo de efeito colateral. Isso permite que estes tipos de métodos podem ser utilizados como tratamentos complementares para curar animais de estimação de qualquer idade e espécie, ajudando a fortalecer o sistema imunológico, relaxar e promover mudanças positivas.  É importante entender que, antes de adotar qualquer tipo de terapia alternativa, é essencial procurar um veterinário e um especialista em comportamento animal, para que tracem um diagnóstico conjunto e nos indiquem os tipos de terapias que serão mais benéficas para nosso dog ou gato. Geralmente estes tipos de terapias são feitas em consultórios que oferecem tratamentos holísticos, onde a

Setembro Vermelho! Como prevenir e detectar a tempo doenças cardíacas em cães e gatos?

Nossos  peludos, assim como nós humanos, são suscetíveis a diversos males do coração, principalmente quando estão envelhecendo. Por isso “Setembro Vermelho” chega junto com o Mês Internacional do Coração com ações voltadas à conscientização da existência das doenças cardíacas em pets, conhecimento de seus métodos de prevenção e tratamento. É importante reiterar que diante do aumento da expectativa de vida dos cães, qualquer um dos nossos peludos pode sofrer de doenças cardíacas, independentemente da espécie ou raça. No entanto, a detecção precoce e um tratamento adequado podem garantir uma vida mais longa, saudável e feliz ao seu peludo. Sim! O ideal, é apostar na prevenção. Como? A gente preparou 7 pontos essenciais para você prevenir e detectar a tempo doenças cardíacas em seus cães ou gatos. 1. Exames de rotina  A maioria das doenças cardíacas é silenciosa, por isso ainda seja o ponto mais óbvio é necessário lembrar que exames de rotina previnem o desenvolvimento de probl